Reinaldo Ventura com “ganas” de voltar a vencer em Oliveira de Azeméis Reinaldo Ventura com “ganas” de voltar a vencer em Oliveira de Azeméis
Reinaldo Ventura, com 38 anos, é o jogador mais velho da seleção nacional que vai disputar o Europeu de hóquei em patins entre os... Reinaldo Ventura com “ganas” de voltar a vencer em Oliveira de Azeméis

Reinaldo Ventura, com 38 anos, é o jogador mais velho da seleção nacional que vai disputar o Europeu de hóquei em patins entre os dias 11 e 16 de julho.

Um dos melhores jogadores de hóquei em patins quer voltar a ser feliz em Oliveira de Azeméis onde, há 13 aos, ajudou Portugal a conquistar o seu último título mundial.

A grande novidade da lista dos convocados do selecionador Luís Sénica foi o jogador do Óquei de Barcelos mas apesar da sua idade, o objetivo de Reinaldo Ventura é ser campeão europeu.

O convite que aceitou de integrar a seleção tem uma meta bem definida: voltar a Oliveira de Azeméis para que Portugal volte às vitórias.

O antigo jogador do Futebol Clube do Porto tinha vontade de regressar e a oportunidade surgiu de integrar um grupo que acredita ser possível conquistar o primeiro lugar. “Temos uma excelente equipa e acredito que possamos conquistar o título europeu”, declarou o hoquista à imprensa.

Reinaldo Ventura quase que dispensa apresentações. É detentor de vários títulos, dentro e fora do país. Em Portugal e ao serviço do Futebol Clube do Porto, onde foi mais de 20 anos profissional, Reinaldo Ventura ajudou o clube a ganhar, por dez vezes consecutivas, o título nacional entre 2001 e 2011.

Juntou a estes títulos mais dois nas épocas de 1998/1999 e 1999/2000 como jogador do FC Porto onde entrou em 1989 com apenas 11 anos. Aos 17 anos passou a profissional. Atualmente integra, desde a época 2014/2015, a equipa do Óquei de Barcelos.

Além de campeão nacional, Reinaldo Ventura ganhou 9 Supertaças António Livramento e 8 Taças de Portugal.

A nível internacional venceu a Taça CERS em 1995/1996 e em 2015/2016. Foi ainda quatro vezes finalista da Liga Europeia (2003/2004; 2004/2005; 2005/2006 e 2012/2013).

Ao serviço da seleção nacional, foi campeão mundial em 2003, em Oliveira de Azeméis, cidade que volta a entrar na rota das maiores competições internacionais de hóquei em patins.