França conquista 5º lugar nas grandes penalidades França conquista 5º lugar nas grandes penalidades
Era um dos jogos mais aguardados antes da final e a emoção foi até ao último instante. Depois de uma igualdade a uma bola... França conquista 5º lugar nas grandes penalidades

Era um dos jogos mais aguardados antes da final e a emoção foi até ao último instante. Depois de uma igualdade a uma bola e sem golos no prolongamento que daria golo de ouro, a França foi mais eficaz nas lotarias das grandes penalidades e venceu por 3-2.

Num jogo muito calculista e sem grandes oportunidades de golo foi no segundo que os guarda-redes foram chamados a intervir de forma mais atenta.

Roberto di Benedetto tratou de colocar a França na frente do marcador numa boa combinação de ataque.

A França estava melhor na partida, mas teve de aguentar-se a jogar com menos um elemento quando Roberto di Benedetto viu o azul. A Alemanha não marcou de livre direto, mas a pressão de jogar com mais desgastou a França que sofreu a igualdade aos 25 minutos por Kevin Karschau.

A partir desse momento as equipas vestiram a pele de errar o menos possível. Mas um erro francês, que cometeu uma grande penalidade a sete segundos do fim, quase comprometia o encontro. Mas Baptiste Bonneau segurou o remate de Kevin Kraschau e levou tudo para o prolongamento de ouro.

Houve emoção durante dez minutos e muitas oportunidades de golo, nomeadamente um livre direto para cada equipa que os guarda-redes trataram de defender.

Nas grandes penalidades a França foi mais feliz. Até desperdiçou a primeira, mas depois Bruno di Benedetto e Omar Nedder converteram, a Alemanha falhou todas as outras e a França festejou a conquista do quinto lugar.

52ª CAMPEONATO DA EUROPA DE HÓQUEI EM PATINS

PAVILHÃO DR. SALVADOR MACHADO – OLIVEIRA DE AZEMÉIS

JOGO #22

JOGO DO 5º e 6º LUGAR

ALEMANHA 2-3 (g.p.) FRANÇA

Ao intervalo: 0-0 Final: 1-1 Após Grandes Penalidades: 2-3

ÁRBITROS: Franco Ferrari e Matteo Galoppi (ITA)

ÁRBITRO DE MESA: Derek Bell (ENG)

 

Alemanha: Patrick Glowka; Lucas Karschau, Kevin Karschau (1), Jorge Fonseca e Sérgio Pereira

Suplentes utilizados: Maximilian Hack, Yannick Peinke

Treinador: Mark Berenbeck

 

França: Baptiste Bonneau; Carlo di Benedetto, Florient David, Sébastien Furstenberger e Cirilo Garcia.

Suplentes utilizados: Roberto di Benedetto (1), Bruno di Benedetto, Omar Nedder e Rémi Herman

Treinador: Fabien Savreux

 

AÇÃO DISCIPLINAR

AZUIS: Maximilian Hack e Roberto di Benedetto