Inglaterra fica em sétimo lugar após bater Áustria Inglaterra fica em sétimo lugar após bater Áustria
A Inglaterra já tinha mostrado ser uma seleção organizada e com um estilo de jogo pensado e mais desenvolvido que a Áustria, por isso,... Inglaterra fica em sétimo lugar após bater Áustria

A Inglaterra já tinha mostrado ser uma seleção organizada e com um estilo de jogo pensado e mais desenvolvido que a Áustria, por isso, e sem surpresas o conjunto de José Carlos Amaral venceu por 6-1.

Os ingleses começaram cedo a mostrar a superioridade sobre a formação austríaca treinada pelo português João Meireles e logo aos três minutos fez o 1-0 de grande penalidade. O internacional inglês que jogou na última temporada na Sanjoanense é especialista neste tipo de lances e não deu hipóteses ao guarda-redes da Áustria.

A Inglaterra estava melhor e pouco depois fez o segundo golo da partida pelo capitão Owen Stewart a concluir uma excelente combinação ofensiva.

A Áustria teve na partida desta tarde o jogo onde encontrou mais espaço para poder mostrar o hóquei em patins mais pensado e conseguiu marcar no abrir da segunda parte por Manuel Pafant. O jogador mais inconformado dos austríacos lançou emoção e incerteza no resultado, mas a Inglaterra não tremeu e Brendan Barker foi um verdadeiro terror para a defesa da Áustria. Fez três golos em quatro minutos e arrumou com qualquer esperança da Áustria que saiu do 52º Campeonato da Europa de Hóquei em Patins sem qualquer triunfo conquistado.

O 6-1 com que terminou a partida foi marcado por Owen Stewart ainda com oito minutos para se jogar, mas a partir daí as equipas entraram em gestão e o resultado não se alterou mais nenhuma vez.

52ª CAMPEONATO DA EUROPA DE HÓQUEI EM PATINS

PAVILHÃO DR. SALVADOR MACHADO – OLIVEIRA DE AZEMÉIS

JOGO #21

JOGO DO 7º E 8º LUGAR

ÁUSTRIA 1-6 INGLATERRA

Ao intervalo: 0-2 Final: 1-6

ÁRBITROS: Roland Eggimann (SUI) e Thomas Ullrich (ALE)

ÁRBITRO DE MESA: Paulo Rainha (POR)

 

Áustria: Roman Mohr; Manuel Pafant (1), Jean Carlos Theurer, Aurel Zehrer e Tobias Winder

Suplentes utilizados: Klemens Schussling (GR); Andreas Magister, Jakob Stockinger, David Huber e Robin Wolf

Treinador: João Meireles

 

INGLATERRA: Thomas Allander; Alexander Mount (1), Owen Stewart (2), Scott Neville e William Smith

Suplentes utilizados: Nicholas Johnson, Brendan Barker (3) e Alexander Jones

Treinador: José Carlos Amaral

 

AÇÃO DISCIPLINAR

AZUIS: Nada a registar