Jogar o Europeu em Oliveira de Azeméis pesou muito para a vitória de Portugal, reconhece o capitão da seleção nacional Jogar o Europeu em Oliveira de Azeméis pesou muito para a vitória de Portugal, reconhece o capitão da seleção nacional
Há um mês, a 11 de julho, a seleção portuguesa de hóquei em patins iniciava o caminho que a levaria à conquista, 18 anos... Jogar o Europeu em Oliveira de Azeméis pesou muito para a vitória de Portugal, reconhece o capitão da seleção nacional

Há um mês, a 11 de julho, a seleção portuguesa de hóquei em patins iniciava o caminho que a levaria à conquista, 18 anos depois, do Campeonato Europeu da modalidade.

À semelhança de 2003, quando os portugueses conquistaram o último título mundial contra a Itália, o feito foi conseguido na cidade de Oliveira de Azeméis, um local encarado já como talismã para a seleção nacional.

O desejo do presidente da Câmara de Oliveira de Azeméis, Hermínio Loureiro, e dos dirigentes da Federação de Patinagem de Portugal cumpriu-se. Ou melhor, Oliveira de Azeméis foi determinante para a vitória portuguesa no Europeu de 2016. Seja pelo público que apoiou a formação portuguesa, seja pelo ambiente entusiasta da cidade criado à volta da competição, ou seja ainda por ser talismã no hóquei em patins.

O capitão da seleção, João Rodrigues, admitiu isso mesmo quando, juntamente com os seus colegas e a equipa técnica, recebeu das mãos do Presidente da República, Marcelo Rebelo de Sousa, o Grau Comendador da Ordem de Mérito.

“O facto do campeonato se ter realizado em Oliveira de Azeméis contribuiu, sem qualquer dúvida, para a conquista do título, tornando mais fácil a nossa tarefa ”, afirmou João Ramalho após a cerimónia oficial que decorreu no Palácio de Belém.

O jogador luso reconheceu que o pavilhão Salvador Machado, o mesmo local onde Portugal há 13 anos venceu o último Mundial, foi determinante para o ambiente anímico da seleção e, consequentemente, para a conquista do 21º título europeu de hóquei em patins.

O capitão da seleção aponta ainda como fator favorável do Europeu “os recentes êxitos desportivos do país em algumas modalidades” que, na sua opinião, “pesaram positivamente na conquista do campeonato em Oliveira de Azeméis”.